quarta-feira, 26 de maio de 2010

Imagem Aqui - Dia Banksy



Um homem. Uma Mulher. Os dois juntos. 30 Homens e mulheres juntos. Enfim, quantos são Banksy? Ou quem é Banksy?

Banksy é hoje um dos mais valiosos artistas contemporâneos. Sua arte vai muito além das portas e paredes das galerias que glorificam artistas enganjados com o sistema do esteticamente belo, e do intelectualmente tosco. Sua obra não precisa de intermediários para ser entendida, e talvez seja por este motivo, que o artista seja tão duramente perseguido na mesma proporção em que é admirado.

Banksy trabalha com street art. Sua obra pode estar em qualquer lugar. Algumas de suas intervenções utilizam aspectos do próprio ambiente, o que complementa o sentido, e dá mais valor a genialidade do artista.


Suas principais técnicas são o graffiti e o stencil. Um dos pontos que chamam a atenção do trabalho é o acabamento final. Banksy pinta em muros, paredes e em locais públicos. Alguns de difícil acesso, e na maioria das vezes, se escondendo dos olhos vigilantes das autoridades. Mas ainda sim, em praticamente todos, consegue manter a fidelidade do traço, e a identidade da obra.


Banksy tem um marketing pessoal feroz, que faz parte da sua obra. Para este colunista, parece algo como um Salvador Dali moderno. A extravagância e hábitos nada convencionais praticados pelo pintor, são semelhantes a falta de informação e ao mistério que reina em torno da identidade de Banksy.


Não há fotos ou registros visuais da identidade do arstista urbano. É certo que, o que antes era utilizado para burlar a lei, hoje é utilizado como complememto de seu trabalho. E é possível especular que há uma estrutura montada para que poucas informações sejam divulgadas.


As imagens pintadas por Banksy são extremamente críticas, incidindo algumas vezes em instituições tradicionais reponsáveis pela lei e ordem. Mas em quase todas, um humor infantil é mesclado com uma sacada na mosca, que parece mostrar dois lados do ser humano: o cruel e o ingênuo.

Sua aversão a códigos morais pré-estabelecidos pelo sistema, e pelo conformismo também são é recorrente em suas pinturas. Figuras clássicas, comos os guardas Londrinos, e os exércitos são personagens sempre retratados. O choque de ordem promovido por guerras e governos é por vezes desmembrado, mostrando que por trás de tudo isso há pessoas: os políticos.


Na última semana, uma obra do artista, avaliada em mais de US$ 115 000 foi roubada da casa da casa da espetacular Kate Moss (essa acho que nem Banksy pinta igual).

O valor de sua obra tem crescido igualmente à sua fama. Muitos dos trabalhos acabaram entrando para a lista de virais mais vistos no mundo, o que aumentou a importância e o valor da arte. E consequentemente, instigou ainda mais a curiosidade de todos que acompanham Banksy.



Pegando carona nisso tudo, o cara fez mais. Há pouco tempo ele lançou seu próprio filme. Ainda não vi, (é falta de tempo, mas é claro quero eu vero ver, campeão) mas como a internet é terra de spoillers, uma coisa já foi dita. Se é a cara do Banksy que você está curioso para ver, esqueça. Ele não aparece.

Fique com mais algumas do cara:




























Assista ao trailer do Filme:

video

Acesse o site do Banksy e saiba mais:
http://www.banksy.co.uk/

*Todos os direitos são do artista e Ossujos não ganham nada com a reprodução das obras

4 comentários:

  1. naum entendo nada de artes plasticas
    mas considero esse cara foda!

    ResponderExcluir
  2. Um artista sem rosto...

    Se ele não mostra a cara, é por buscar que cuidem somente de sua arte, admirável!

    Nessa arte pop em que a maior parte se acha mais importantes que a própria obra a gente recebe arte medíocre.

    ResponderExcluir
  3. *_________*
    surreal, já conhecia algumas porém não canso de vê-las

    ResponderExcluir
  4. Interessante, já vi algumas obras do Banksy mas sem saber que eram dele.
    Talvez a mais forte seja a menina ferida por napalm de mãos dadas com Mickey Mouse e Ronald Mcdonald.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...